Não siga essas dicas se você quiser continuar no vermelho e fazer parte da estatística dos endividados :: Blog :: JF Empregos - Vagas de emprego em Juiz de Fora e região.

Publicidade

Fechar [x]

Blog


Colunistas

Coluna

JF Empregos

Equipe JF Empregos

Coluna

Português certo = Emprego certo

Prof. Macarrão Santos

Coluna

Mercado de trabalho e carreira

Flávia Gouvêa

Coluna

Inteligência financeira pessoal

Jorge Felipe Miguel

Coluna

Sucesso profissional na era digital

Adriano Sant'Anna

Coluna

Liderança e qualidade

João Carlos Batista


Colunista: Jorge Felipe Miguel

Inteligência financeira pessoal

Jorge Felipe Miguel

Não siga essas dicas se você quiser continuar no vermelho e fazer parte da estatística dos endividados

Publicado em: 31 de Julho de 2018

Não siga essas dicas se você quiser continuar no vermelho e fazer parte da estatística dos endividados

A maioria das pessoas especialmente no Brasil não sabem lidar com as suas finanças pessoais pelo fato de não terem aprendido sobre educação financeira na escola, com família ou até mesmo buscado conhecimento na área para gerir melhor o seu dinheiro e conseguir multiplicá-lo durante a vida.

Muitos passam a vida toda trabalhando para pagar contas, dívidas, empréstimos, juros de cheque especial e de cartão de crédito e acabam se tornando adultos frustrados por não conseguirem alcançar os seus objetivos financeiros, ter qualidade de vida, viajar, passar mais tempo com a família, ter sustentabilidade financeira e alcançar a liberdade financeira pelo simples fato de não terem desenvolvido a inteligência financeira que é a capacidade de lidar com o dinheiro para prosperar, cooperar e ser feliz e por isso acabam vivendo altos e baixos e passando dificuldades durante toda vida.

Segundo o Serasa temos no Brasil aproximadamente 68 milhões de pessoas endividadas o que representa quase um terço da população. As pessoas que estão nessa situação se tornam escravas do próprio trabalho, ficam reféns da economia e da situação do mercado de trabalho que atualmente possui cerca de 14 milhões de pessoas desempregadas.

Para você sair das dívidas você deve se fazer os seguintes questionamentos. O que gerou a dívida? Qual o principal motivo de ter gerado essa dívida? Quem gerou? Qual o valor? Quais são as dívidas, relacione todas. Qual sentimento que você tem sobre essa dívida? Se você soubesse uma formula para eliminá-las qual seria?

Abaixo vou apresentar 10 passos fundamentais para sair das dívidas.

1 – Anote tudo

Para ter o controle das suas contas, lembre-se de anotar todos os gastos que pode ser feitos em um caderno, aplicativo ou planilha de excel. Assim, você saberá exatamente da ondem vem e para onde o seu dinheiro está indo.

2 – Crie metas

Um dos seus objetivos para 2018 pode ser terminar o ano com R$ 20.000,00 na conta. Não estabeleça a meta de eliminar as dívidas, mas sim de conseguir criar o seu colchão financeiro que é ter 12 meses do seu padrão de vida na sua conta, pois você se motivará muito mais do que focar na dívida.

3 – Organize o orçamento

Uma atitude fundamental para sair do vermelho é organizar o seu orçamento. Você pode usar um aplicativo de telefone, uma planilha do computador ou mesmo um caderno. O importante é que você anote todo o dinheiro que você recebe no mês e todos os gastos.

O recebido pode ser salário, bônus, aposentadoria, dinheiro de trabalhos extras, etc. E os gastos precisam ser detalhados, para você conseguir cortar o que não é necessário no momento.

4 – Converse com a família

É muito importante envolver toda a família na organização do orçamento e no processo de mudança de mentalidade financeira para que possam juntos conseguir equilibrar as contas e começar o processo de criação de riqueza. Cada membro da sua casa pode ajudar com ideias para diminuir as contas ou conseguir mais dinheiro, com um trabalho extra ou venda de itens que vocês não usam mais.

5 – Corte gastos desnecessários

Enquanto você está com dívidas, fica difícil realizar sonhos maiores. Então, por um período será necessário apertar o cinto e cortar alguns gastos. Lembre-se das pequenas economias, como: Apagar a luz do quarto quando sair, colocar o chuveiro na posição verão no período de calor, juntar as roupas para usar a máquina de lavar na capacidade máxima.

O estilo de vida e as necessidades de cada família vão indicar quais gastos podem ser cortados. Mas não se esqueça de que para alcançar os objetivos financeiros terá que ter disciplina, foco, propósito e objetivos e metas bem definidos para ter clareza dos passos que precisa dar para alcançar a situação desejada.

6 – Busque uma renda extra

Às vezes, só cortar não basta, ou mesmo com todos os cortes possíveis ainda falta dinheiro para restaurar o equilíbrio financeiro. Se essa for a sua situação, o caminho pode ser a renda extra. Pode ser com um trabalho nas horas que estavam livres, vendas  e empreendedorismo.

Você pode se desfazer de itens que não usa mais ou criar produtos, bolos, doces, artesanatos, e vender para amigos, vizinhos ou mesmo na internet. Descubra alguma atividade que você leva jeito e comece a empreender.

7 – Negocie com os credores

Com o orçamento em ordem e com as economias de corte de gastos ou renda extra, procure os seus credores. Com dinheiro na mão é mais fácil negociar e conseguir desconto.

8 – Priorize as dívidas com maior juros

Se você tem mais de uma dívida, temos dicas para saber qual você deve pagar primeiro. O importante é dar prioridade para as dívidas que têm os maiores juros para não virar uma bola de neve.

9 – Pesquise antes de comprar

Essa é uma dica que serve para todos os consumidores, mas para quem está com dívidas é fundamental! Pesquisar antes de comprar qualquer produto é a garantia de que você vai encontrar o melhor preço e, claro, economizar.

10 – Faça uma autoavaliação

A última dica para sair das dívidas até o fim do ano é uma reflexão. Pare e pense no que aconteceu para você ficar nessa situação. Isso é importante para você evitar a inadimplência no futuro e saber sair do problema o quanto antes.


Mais de 3863 empresas divulgando
suas vagas no JF Empregos




VER TODAS AS EMPRESAS